16 de nov de 2017

Pilates é excelente para gestantes, mas não deve ser iniciado por quem nunca fez a atividade antes

Muitos médicos indicam a prática de atividade física às futuras mamães e, entre as modalidades queridinhas dos doutores, destaca-se o Pilates. No entanto, seja o método ou qualquer outra atividade física, gestantes não devem iniciar uma nova atividade neste período


Quando uma mulher descobre que está grávida, o mundo ao seu redor se transforma e tudo começa a girar em torno da sua saúde e do seu bebê. Mas apesar de esta fase da vida ser tão linda e esperada, muitas gestantes sentem dificuldade em escolher as melhores opções para se cuidar e definir o exercício físico mais adequado para o momento. Alguns médicos indicam o Pilates, por ser completo, porém sem saber que começar a praticar a atividade durante a gestação, sem nunca ter feito antes, é contraindicado, elevando os riscos de parto prematuro, diástase abdominal ou, até mesmo, o aborto.

Hoje em dia a mulher tem uma vida profissional muito mais ativa, o que, em muitos casos, faz com que haja um planejamento da gravidez. Para se ter uma recuperação mais rápida, aí sim entra o Método Pilates meses antes da gestação, pois ele irá preparar a musculatura abdominal, o assoalho pélvico e dar uma maior estabilidade à pelve e à coluna, evitando dores lombares e dando uma maior sustentação do útero no período da gestação.

Os exercícios do Pilates podem beneficiar a futura mamãe e ajudá-la a manter uma boa postura, aliviar algumas dores habituais, diminuir a tensão muscular e sobrecarga articular, ter maior eficiência do sistema circulatório e linfático e consciência corporal. Porém, para que ela possa frequentar as aulas na gravidez, o ideal é que pratique o método há pelo menos seis meses e já tenha um "Power House"– região central do corpo, também chamada de "Centro de Força" ou "Core", que envolve os músculos abdominais, o assoalho pélvico e a musculatura das costas, tonificando pernas e braços e, assim, melhorando a sua estética.


"O próprio Joseph Pilates, criador do Autêntico Método Pilates, não permitia que mulheres que não eram praticantes do Método antes de engravidarem fizessem seus exercícios na gestação, pois não tinham o Power House. Este conjunto de músculos sofre muitas mudanças durante a gravidez, por isso exigir mais dessa região pode causar muita sobrecarga e problemas como o risco de aborto, diástase abdominal, lesões no quadril e parto prematuro", esclarece Inelia Garcia, diretora técnica encarregada da formação profissional dos instrutores do The Pilates Studio® Brasil, rede com 44 unidades no Brasil, 6 em Portugal e 2 no Chile e que é a detentora da Contrologia, a autêntica metodologia de condicionamento físico e mental criada há mais de 100 anos.

A praticante do Autêntico Pilates inicia sua gestação com um corpo mais preparado para as alterações que virão. E ao continuar com a atividade, a mulher mantém um equilíbrio físico e mental, controla o ganho de peso, trabalha para compensar as mudanças na pélvis, coluna e ombros e evita inchaços e dores nas costas. "A prática na gravidez pode evitar que os músculos abdominais se separem muito, ao desenvolver uma maior estabilidade do corpo, coluna vertebral, pélvis e abdômen e estimular o músculo transverso", diz a diretora técnica do The Pilates Studio® Brasil.

Inelia Garcia, que é teacher of teachers formada por Romana Kryzanowska, diretora do The Pilates Studio® Brasil e encarregada na formação dos profissionais do Autêntico Pilates em Portugal, Brasil e Chile, conclui: "Sabemos que há profissionais que dizem que aplicam Pilates para gestantes, mas o Sr. Joseph Pilates e Romana Kryzanowska não permitiam a nenhuma grávida iniciar a atividade nesta situação, pois sabiam que há muitos riscos ao não saber usar corretamente a contração abdominal, o que pode "pressionar" assoalho pélvico, bexiga e útero para baixo. Se você já é praticante do Método antes de engravidar e o seu médico a liberou para frequentar as aulas, converse com o seu instrutor para que ele adapte todos os exercícios e realize um treinamento físico beneficiando-se do método e preparando-a para um parto mais tranquilo. E lembre-se: qualquer atividade física só deve ser praticada se houver a liberação de um médico devidamente qualificado”.

Sobre o Autêntico Pilates

Joseph Pilates nasceu em 1880, na Alemanha, e, com uma saúde debilitada, dedicou sua vida a superar suas dificuldades. Inspirado em conhecimentos de civilizações da Antiguidade Oriental e Ocidental, estudou anatomia e fisiologia, desenvolveu exercícios, técnicas e aparelhos e criou o método que leva seu nome. Em meados do século XX conheceu a bailarina Romana Kryzanowska, que sofria com uma lesão no tornozelo, conseguiu recuperar-se por meio do Pilates e recebeu a incumbência de cuidar de todo o sistema e registros do seu legado antes de Joseph falecer, em 1967. Anos depois, a Grand-Master Teacher Romana formou Inelia Garcia e a nomeou Teacher of Teachers para continuar sua missão no Brasil e na América Latina, capacitando profissionais para trabalhar com a metodologia.
O Autêntico Método Pilates de Condicionamento Físico e Mental (ou Contrologia) muda o corpo e a vida dos praticantes por meio de um sistema complexo de movimentos seguros e eficazes que ajuda a ter um corpo mais forte, flexível e resistente, melhorando, assim, a saúde e levando à felicidade. O Pilates pode ser praticado por qualquer pessoa, a partir dos 10 anos, e nível de condicionamento físico, mesmo se tiver limitações físicas. Por meio da prática que trabalha de forma global e integrada o corpo físico, mental e emocional, as pessoas conseguem melhorar postura, concentração, capacidade cardiovascular respiratória, força, flexibilidade, resistência e controle motor, reduzir tensão muscular, estresse, fadiga e dores crônicas, eliminar as consequências do sedentarismo, reabilitar lesões e desacelerar processos degenerativos e de envelhecimento. 
Mais informações em: www.pilates.com.br

Quer conhecer tratamentos estéticos que ajudam na beleza? Confira aqui!

28 comentários:

  1. Muito bom o artigo, não sabia que gestantes podiam fazer vou recomendar a uma amiga que parou pq achou que não podia

    ResponderExcluir
  2. Gente, parecia que eu estava lendo uma revista, eu amei! Postagem bem completa, com todas as informações, muito bom! Bem, eu estou gravida e nunca na minha vida eu fiz exercícios. E por conta disso nessa gravidez eu estou sofrendo demais. Parece que os nervos estão todos atrofiados e as câimbras não me deixam. Mas depois do nascimento do bebe eu quero mudar essa minha rotina sedentarista porque só eu sei o quanto eu estou sofrendo!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho uma amiga que fez pilates na gedtação e ela amou, teve uma gestação ótima e um parto tranquilo...Amei seu post porque tem muita gente que não como o pilates é bom para as grávidas...Bjos!!!

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho uma amiga que fez pilates na gedtação e ela amou, teve uma gestação ótima e um parto tranquilo...Amei seu post porque tem muita gente que não como o pilates é bom para as grávidas...Bjos!!!

    ResponderExcluir
  5. Nunca experimentei aulas de pilates mas sinto curiosidade :)

    www.trendsandfashionblog.pt

    ResponderExcluir
  6. Eu fiz pilates durante a minha gestação toda, super ajudou na hora do expulsivo.
    É muito importante esse teu post, pois, eu fiz por indicação medica e também do meu personal, ja que eu deixar de malhar e fazer algo mais "relax"

    amei o post

    ResponderExcluir
  7. Oi tudo bem? adorei artigo sobre sobre pilates. Fiquei sabendo várias coisas que não sabia. Adorei seu blog.

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  8. Muito legal e esclarecedor o post, eu não sabia que era liberado para grávidas, mas tem que ter acompanhamento sempre ne....

    ResponderExcluir
  9. Bom dia, como vai? Gostei bastante do post, eu passei mais de um ano fazendo pilates, por conta de um hemidistnia, mas fui recomendada por o meu medico, agora só faço fisioterapia, mas ano que vem vou voltar para o pilates

    ResponderExcluir
  10. Oi tudo bem? Adorei o post. Nunca fiz pilates mas sou doida pra fazer. Ainda mais agora sabendo que tem tantos benefícios! Post muito informativo. Parabéns
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Pilates é muito bom, tanto para o corpo como pra mente. Como fisioterapeuta eu super indico a prática.
    ------------------------------------------------------------------------------
    Flor lá no meu blog vai rolar sorteio pra ganhar divulgação. Participa lá.
    http://www.bugigangaznet.com/2017/11/faca-divulgacao-para-o-seu-site.html

    ResponderExcluir
  12. Muito bacana sua matéria, não conhecia a história do Pilates.

    Abração...

    ResponderExcluir
  13. O pilates é uma atividade que mexe com o corpo todo. Se o teu corpo está em transformação e a criar outro no seu interior é normal reagir quando pratica alguma atividade que não está habituado. Obrigada pela informação.

    ResponderExcluir
  14. Que post interessante realmente eu não sabia que não era recomendado fazer pilates durante a gestação enquanto aluna iniciante...post muito informativo!!!

    ResponderExcluir
  15. Show, passei o link para a minha namorada, ela faz pilates.
    Emerson Lemes.

    ResponderExcluir
  16. Quando eu engravidar, vou querer fazer pilates após o terceiro mês! Só beneficios né?

    ResponderExcluir
  17. Eu amo pilates! Faço a 4 anos e não paro por nada! Já vi várias grávidas no studio onde eu faço e todas eram só elogios e eu sempre vi minha instrutora tendo um super cuidado com elas, adaptando exercícios e coisas do tipo. Muito bom seu post, supercompleto.

    ResponderExcluir
  18. Eu morro de vontade de fazer pilates! Quando engravidei resolvi fazer hidroginástica que era muito mais barato que pilates hahah, mas sei que os benefícios são inúmeros <3

    ResponderExcluir
  19. Nossa. Seu post é de UTILIDADE PÚBLICA!
    Eu não sou mãe ainda mas tenho amigas que forAm mães recentemente e outra que vai ser mãe em Dezembro.
    Obrigada por compartilhar.

    ResponderExcluir
  20. Super vou compartilhar seus post com as minhas amigas grávidas! Muito explicativo e informativo! Muito bom, eu adorei e com certeza minhas amigas vão gostar! Beijos

    ResponderExcluir
  21. Que coisa, não fazia ideia! Tenho algumas amigas que começaram pilates devido a gravidez! Vou mandar esse post pra elas.

    ResponderExcluir
  22. Que interessante. Ótimo post para as mamães. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  23. A prática da atividade física na gestação é importante e benéfica desde que liberada pelo médico e tenha o acompanhamento de uma profissional. Bacana seu post.
    http://quadrofeminino.com/

    ResponderExcluir
  24. Muito boa essa dica. Pilates está tão na moda e tem tantos benefícios que as futuras mamães podem mesmo se interessar e procurar fazer sem conhecer esse "porém".

    bjs
    Dani, do Blog Sabe o que é?
    http://sabeoque.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Vejo o pessoal falar muito em pilates na gravidez. Mas nunca ouvir a parte mais importante que é não iniciar se você nunca fez antes da gravidez. Bom você ter compartilhado, gostei do post.

    ResponderExcluir
  26. Se eu soubesse disso na época em que estava grávida tinha feito, pensei que não podia! Adorei 😊😊

    ResponderExcluir
  27. Uau. Que post mais completo, cheio de informações bacanas.
    Aprendi muita coisa com teu texto. Parabéns! ❤
    Pilates parece ser um ótimo exercício. Beijos ❤

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário: